;
[
]

COACHING- A PALAVRA DO MOMENTO

MAR 06, 2018

POR FABIANA SECCHIS

VIVA BEM - PROFISSÕES

Muito tem se falado sobre Coaching nos últimos anos e a cada dia que passa “nasce” uma nova proposta/abordagem de Coaching.

Hoje conversei com Leandro Milano Persigo,43 anos, da área de Desenvolvimento de Pessoas, e Coaching. Ele vai contar um pouco para nós de qual a função desse profissional e em que momento as pessoas devem utilizar esse profissional.

VBM: O mais importante disso é entender de fato o que é Coaching? Para que serve? Qualquer pessoa pode passar pelo processo de Coaching? Existe momento certo para contratar um profissional?

“Então vamos lá: Coaching é uma metodologia de um processo de desenvolvimento humano, baseado em diversas técnicas para apoiar as pessoas a alcançarem suas metas/objetivos. O profissional do Coaching apoia o indivíduo a pensar de formas diferentes e achar caminhos antes não percorridos para o atingimento de um objetivo. Tudo isso acontece através de perguntas poderosas (que são perguntas que provocam o indivíduo a pensar de maneira diferente) que o Coach faz para a pessoa.”

VBM: Qual a principal função do coach?

O coach – profissional habilitado para atuar neste processo – tem a função de apoiador e questionador, fazendo com que o coachee – pessoa que passa pelo processo de Coaching – a refletir e encontrar respostas antes não imaginadas.

O processo de Coaching tem alguns pilares importantes e que devem ser bem observados:

  • Foco na solução
  • Faz perguntas
  • Não dá respostas
  • Estimula a descoberta
  • Apoia o cliente
  • Foco no resultado
  • Trabalha com o presente e o futuro.

Importante ressaltar o que NÃO é Coaching:

  • Coaching não é hipnose
  • Não é mentoria
  • Não é consultoria
  • Não é aconselhamento
  • Não é terapia
  • Não induz
  • Tem foco no passado.
  • Não orienta nem indica.”

VBM: Existe um momento ideal para se procurar/contratar um coach?

Sim. O momento certo é quando o cliente está disposto a fazer a mudança acontecer, quando ele QUER fazer dar certo. Deve-se evitar momentos onde aconteceram “traumas”, como a morte de uma pessoa querida, acidentes, tragédias, mudança de papel (atuação na vida) repentina. Não é aconselhado pois o indivíduo está sensibilizado por estas questões e o mais correto seria ele procurar ajuda de um profissional adequado para passar por este momento. Este profissional adequado não é o profissional de Coaching. Pode ser um psicólogo, psiquiatra, etc.”

VBM: Aconselha Coaching para todo mundo?

Não. Primeiramente porque “todo mundo” é muita gente e há muita generalização. Aconselho Coaching para aquelas pessoas que, de fato, querem fazer a mudança na sua vida, são disciplinadas, estão com força de vontade extrema. Não aconselho Coaching para aqueles que não querem falar a verdade durante as sessões, que não se comprometem com as atividades que ele mesmo se propõe a fazer, etc.”

VBM: Como a pessoa se sente ao terminar as sessões?

“As pessoas se sentem incrivelmente bem, pois percebem que conseguiram alcançar um grande objetivo em suas vidas. Conseguiram transpor barreiras e até mesmo quebrar paradigmas que estavam solidificadas em suas mentes. É uma sensação de dever cumprido, de missão realizada e que nada poderá te impedir de conseguir alcançar novos objetivos/metas!”

 

COMPARTILHAR:

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PUBLICIDADE
SIGA O VIVER BEM MELHOR!
s