;
[
]

A EXPERIÊNCIA DA CESÁREA

ABR 05, 2018

POR FABIANA SECCHIS

VIVA BEM - DESTAQUE - FAMÍLIA E FILHOS

A Dani é uma amiga de longa data, nos conhecemos na faculdade e ela sempre foi uma pessoa muito tranquila. Conversar com ela hoje sobre o seu parto é uma sensação muito bacana por ser o seu momento maternal. Ela tem 38 anos e é mãe do Bernardo ( essa coisa mais gostosa da foto acima) que em junho completará 1 ano. Seu parto foi cesárea mas a sua vontade era ser normal. Ela conta para o VBM toda essa experiência do parto.

VBM: Você sempre quis que tipo de parto? 

“O meu desejo foi sempre ter um parto que fosse seguro tanto para o bebê quanto para mim. Inicialmente desejei   que fosse normal, pois tinha lido inúmeras reportagens que relatavam os benefícios do parto normal, tais como:   melhor oxigenação para o bebê, melhor para o leite materno e para recuperação pós parto. No entanto no meu   caso, não seria possível, pois tinha uma artéria na placenta que não estava em pleno funcionamento para   alimentar o bebe, portanto decidimos marcar a cessaria.”

VBM: Como foi para você pós o parto? Teve alguma complicação?

“Meu pós parto inicialmente foi tranquilo, tirando as dores da cesárea, tudo ia muito  bem. No quinto dia após a   cesárea, tive uma hemorragia no corte. Minha médica disse que isso era raro acontecer, mas que por alguma   razão, eu tive. O diagnóstico foi seroma que é uma complicação que pode surgir após qualquer cirurgia. Fiquei   muito preocupada, pois era muito sangue e eu achava que teria me internar novamente e como faria isso com um   bebê de 5 dias que mama no peito? Tive que ir duas vezes para a emergência do Pro Matre, meu filho nesses dias   tomava o complemento. Foi muito difícil, mas depois de uma semana já estava melhor. Como tinha que fazer   repouso contei muito com a ajuda da minha família e passei a amamenta-lo deitada, o que não é o ideal, mas era   o que eu podia fazer. Aos poucos tudo foi se normalizando após 40 dias, tudo voltou ao normal.”

VBM: Você fez algo antes do parto para ficar mais calma? 

Para ser sincera, nada que fiz conseguia me tranquilizar (assistir TV, arrumar de novo a mala de Maternidade,   entre outras coisas) o dia que antecede o parto é muito tenso! No dia do parto recebi algumas visitas que me   fizeram relaxar e ficar menos tensa. Quando vi minha médica lá me esperando também me deu um alivio.”

VBM: O que você fala para as pessoas que não tem opção e tem que fazer a cesárea?

“Acho fundamental ter um médico de confiança e pesquisar com antecedência em qual hospital irá fazer.”

 

COMPARTILHAR:

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PUBLICIDADE
SIGA O VIVER BEM MELHOR!
s