;
[
]

A VIDA APÓS O BOLOTA

MAR 06, 2018

POR FABIANA SECCHIS

VIVA BEM - PET

Em 2015, eu estava em uma fase que queria cuidar ou de um filho ou de um cachorro. Como filho não iria ser possível naquele momento eu decidi ter um cachorro.

A decisão de ter um cachorro

Um casal de amigos comprou um cachorro, e aí fiquei naquela vontade de ter um também.

O meu marido ama cachorro, e foi o primeiro a concordar. Na época, essa minha amiga me contou sobre a raça Lulu da Pomerânia, e assim comecei a pesquisar sobre as raças de pequeno porte. Gostei muito do Lulu, por isso resolvi ir atrás de um canil bacana em São Paulo (consultei bastante o Reclame Aqui para ver as avaliações), liguei lá no sábado à noite pedindo para o cara me mandar as opções de cães que ele tinha. No momento que ele mostrou o Bolota, já sabíamos que era esse cachorro que teríamos. Liguei para o canil e falei que gostaria de pegá-lo no outro dia, acordamos cedo e fomos pegá-lo. Eu não sabia nem como segurar, tive meu último cachorro com 15 anos de idade, e já não lembrava mais nada.

A rotina de ter um cachorro começou e não é nada fácil, é xixi e cocô por toda a casa, e juro que nos primeiros meses eu já pensei em desistir de tanto trabalho que estava dando. Mas com o tempo o amor só cresce! Teve um período que eu fiquei de cama, e ele não saiu do meu lado o tempo todo, então todo esse trabalho é recompensado por um amor incondicional.

Hoje ele já tem 3 anos, e é nossa maior alegria em casa, eu não vivo mais sem ele. Ter um cachorro para quem quer ter um filho pode ser um teste e tanto sabiam? Óbvio que um filho é diferente, mas você já vai vendo como é seu marido como pai (embora seja de um cachorro), as responsabilidades que isso acarreta, como correr para o veterinário quando algo acontece, dar comida, limpar as necessidades, levar quando viajamos ou dar um jeito quando não podemos.

Enfim pessoal, ter um cachorro é super legal, muda a casa para melhor. O cachorro é amor puro, ele só tem amor pra dar sem querer nada em troca. Só quem tem sabe o que é aquele bichinho te pedindo carinho, chamando você pra brincar, entre outras mil coisas legais.

Para mim viver bem e melhor hoje é saber a importância de um animal dentro de casa.

 

 

 

 

 

 

 

 

COMPARTILHAR:

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PUBLICIDADE
SIGA O VIVER BEM MELHOR!
s