;
[
]

ADOTAR UM CÃO

SET 19, 2018

POR Nayla Glaser

VIVA BEM - DESTAQUE - PET

Quero adotar um animalzinho, e agora?!

Todos nós temos um amigo, colega ou familiar que já adotou um animalzinho não é mesmo?

E agora é você quer ter uma companhia no seu dia-a-dia, mas está com algumas dúvidas?

O que tenho saber ao adotar um animal? Qual o manejo certo para adaptá-lo? O que tenho que comprar? Quais são os cuidados necessários? Tenho filhos, posso mesmo assim adotar??

CALMAAAA!!!!! Vamos te ajudar!!!

Continue lendo para desvendar todos os “mistérios” sobre esse lindo ato de AMOR!

Bom, vamos por etapas.

Adotar é uma tarefa relativamente simples e tem que ser feita com amor e carinho mas requer também dedicação e compromisso.

Primeiramente tem haver alguns cuidados como:

  • Ambiente da casa:

Dependendo do espaço, você já pode decidir entre um cão ou gato. Apartamento são ideias para cães de pequeno e médio porte que se adapte bem ao espaço, e são ótimos para gatos também, mas claro, se escolher um gatinho o ideal é telar todas as janelas e varanda para não ter o risco de fuga ou queda.

  • Seu tempo:

Ao escolher um cãozinho, lembre-se que é essencial passeios diários. Mesmo sendo um cão pequeno ou de médio porte há a necessidade de passeios. Isso ajudará a manter a saúde do animalzinho, evitando estresses e distúrbios de comportamento. Além de passeios, irá precisar de disciplina e ordens, de banhos e tosas, tudo isso requer do seu tempo e paciência.

  • Tenho filhos:

Toda cautela é pouca; não sabemos o histórico do animal que estamos adotando. É comum animais de rua terem medo de crianças. Por isso o ideal é apresenta-los com calma e sempre conversando em tom baixo com voz mansa para criar um ambiente tranquilo. Dê ao seu filho um petisco para pet e deixe-o mesmo oferecer ao novo animalzinho,  isso criara um vínculo  entre os dois deixam a adaptação mais fácil.

  • Condições financeiras:

Lembre-se animaizinhos vivem bastante tempo (em torno de 10 a 20 anos ou até mais), você está preparado para arcar com todas as despesas? Além de comida, banhos, tosas, brinquedos, caminha, cobertor, potinho de comida e água, tapete higiênico, caixinha de areia (caso adote um gatinho) também tem as consultas veterinárias, vacinas, vermífugos, antipulgas e se necessário alguma cirurgia como castração.

  • Já tenho um animalzinho em casa:

Primeiramente, você deve levar o animal a um veterinário para fazer todos os exames, tomar todas as vacinas, e só então ele poderá entrar em contato com o animal que você tem em casa.
Adaptação com cautela, não são todos os animaizinhos que gostam de outros novos companheiros em seu território. Terá que avaliar o comportamento individual.  Deixe seu pet cheirar o novo companheiro, faça carinho naquele que já vive com você, dê petiscos a ele; isso evitará ciúme e reforçará a hierarquia entre os dois.

  • Alimentação:

Alimente seu animal com uma ração de boa qualidade e adequada a sua idade.

Cães comem 2x ao dia, e os gatos comem pequenas porções várias vezes ao dia. Deixe a ração sempre fresca à disposição do bichinho juntamente com a água fresca.

Há outras vantagens em comprar rações de melhor qualidade: os animais comem menos pois são melhores nutridos, fazem menos cocô, mais durinho e menos fedido. O preço acaba sendo compensado com uma menor quantidade de ração a ser comprada por mês e com uma saúde exemplar do animal (e consequentemente menos gastos com veterinário no futuro).

Todos adoram tomar água LIMPA. É preciso trocar sempre, pois, como dissemos, principalmente os gatos são animais muito higiênicos.

  • Adulto X Filhote:

Se você não tem tempo ou paciência para criar um filhote, que é mais brincalhão e exige mais cuidados e disciplina, adote um animal adulto. Você já saberá que personalidade ele tem e poderá escolher um que se encaixe com o seu perfil, e não crescem mais.
Animais adultos também são muito gratos e fazem de tudo para agradar. Eles querem agradecer a chance de um lar.

 

Após entender todos os passos para ter um animalzinho feliz e saudável em casa, procure uma ONG ou feiras de adoção e deixe que seu novo amigo te escolha.

Adotar é amar de graça!

COMPARTILHAR:

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PUBLICIDADE
SIGA O VIVER BEM MELHOR!
s