;
[
]

FLOWER PEOPLE TEAM

JUN 21, 2018

POR CAROL FADEL

VIVA BEM - DESTAQUE - ESPORTE

Quando penso na Dri, penso em uma mulher extremamente aventureira e bem resolvida. Somos primas ela é casada com meu primo- e desde que a conheci há uns belos anos (nem vou dizer quantos rs), ela sempre esbanjou muita energia, um alto astral sem igual e um corpo de babar. Me lembro que achava o máximo quando ela contava as aventuras e os perrengues nos dias de prova: os tombos que ela tomava, as picadas de pernilongos, os banhos de lencinho umedecido por falta de um chuveiro durante os dias no meio da natureza, etc. E o mais bacana: ela sempre contou e conta tudo com muito brilho nos olhos e um sorriso no rosto. A Dri é destemida, corajosa, aventureira e também muito feminina, um doce de pessoa. Tenho certeza que esse amor que ela sente pelo esporte, principalmente pela bike, vai influenciar muita gente. Vem saber mais!

VBM – Dri, acredito que esse sangue aventureiro corre em suas veias desde pequena. Errei ou acertei? Como era a sua relação com o esporte quando adolescente? Gostava de alguma modalidade especifica?

“Acertou em cheio. Desde pequena não paro quieta, dos 4 aos 20 anos fiz ballet clássico, já na adolescência, natação, tênis, capoeira, academia onde tinham aulas mais agitadas, mas sempre percebia que queria algo mais. Meu espirito aventureiro acho que vem dos meus pais, eles sempre deixaram eu e meu irmão muito soltos na fazenda e desde meus 5 anos pedalava muito e isso já me dava sensação de liberdade.

Para falar a verdade a minha modalidade ainda não tinha descoberto, mas a bicicleta estava na maior parte do tempo em minha vida.”

VBM – Você já viajou para muitos lugares no mundo inteiro para competir. Conta um pouquinho para os leitores as principais competições que você participou e a sensação que sentiu e sente ao competir?

“Sim, muitos lugares. Acho que terei que falar de todas, pois são muito especiais. Rsrsrsrs. Já fomos para Africa do Sul , Cape Epic 700km (dizem ser a prova mais difícil do mountain bike) 8 dias de prova.

Canada – BC Bike Race 6 dias de prova 500km , TransRockies Bike Race e 2 x SingleTrack6 – 6 dias de prova mais ou menos 500km cada uma

Chile Transandes Mountain Bike – 7dias de prova 700km

Brasil –  2 vezes Brasil Ride Mountain Bike – 7 dias de prova 700km

Alemanha Austria Itália – Transalpine 8 dias de corrida de montanha com 320km

Suíça – Giglathon  5 dias de prova 1200km – 5 modalidades Mountain Bike, Bike de estrada, Patins, Natação e Corrida de montanha. Nessa competição todas as modalidades eram realizadas com revezamento. Ex: uam fazia natação a outra ia para o Mtb etc…

Holanda – Sup 11 Cities – 5 dias de prova 220km – Stand Up Padle (prancha em pé remando 40km por dia)

Espanha – Anadaluzia Bike Race agora começo de março – 500km em 5 dias

Croácia – 4Islands MTB – agora em abril ´- 4 dias de prova – 400km Maravilhosa

E muitas cicloviagens com competições no meio dessas viagens.”

VBM – Hoje em dia seu foco é a bike, mas você também pratica outros esportes?

“Sim meu foco é a bike, mas sou multi esporte. Além de fazer o funcional que deixa fortalecida para bike, amo SUP e traking, exemplo travessias em montanhas.”

VBM – Como foi que a bike entrou na sua vida e por que ela veio para ficar?

“Como havia dito desde pequena já amava bicicleta, mas vamos crescendo e tudo vai mudando. Ela apareceu mesmo quando Márcio (maridão), meu irmão Alexandre e eu fomos para a corrida de aventura e foi ai que essa brincadeira veio para ficar, foi em 2001.”

VBM – O que é a Flower People Team e quando/ como isso tudo surgiu?

“A Flower People Team surgiu quando eu e Luli nos conhecemos nas corridas de aventura, ela era de uma equipe e eu de outra e depois de muitos anos correndo em equipes com homens, nos duas com o mesmo espírito aventureiro, resolvemos fazer em 2009 a primeira prova de MTB na África do Sul o Cape Epic. (essa prova é conhecida como uma das mais difíceis do mundo no mountain bike)

Flower People era o nome da empresa de decoração de flores para casamento da Luli e foi assim que surgiu o nome da equipe.”

VBM – Qual a sua dica especial para quem adora andar de bike mas tem medo de se aventurar?

“Em suas viagens, pesquise antes, ao invés de fazer tudo andando ou de carro, alugue uma bike e saia para conhecer a cidade, sempre faço isso, principalmente na Europa e particularmente gosto das cidades pequenas. Alugar bike não é caro e tenha certeza que irá curtir mais e terá histórias para contar.

Hoje existem várias empresas fazendo cicloviagens pelo mundo onde não precisa carregar suas bagagens, só o necessário e hospedagem em hotéis muito charmosos e confortáveis. Acaba conhecendo lugares incríveis, culturas diferentes faz amizades.

Outra coisa, se não sabe pedalar tem vários lugares que ensinam e é muito legal, se quiser dicas conheço.

E também, pode se aventurar do seu jeito, não precisa ser como a Flower People Team e sim de uma forma que seja bom para você.”

 VBM – Complete a frase: Viver Bem e Melhor é…

“Ter equilíbrio para tudo em sua vida.”

 

 

 

 

 

COMPARTILHAR:

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PUBLICIDADE
SIGA O VIVER BEM MELHOR!
s