;
[
]

HEADHUNTER

ABR 30, 2019

POR FABIANA SECCHIS

VIVA BEM - CARREIRAS - PROFISSÕES

“Eu acho que as maiores dificuldades de se trabalhar nessa área são o ritmo puxado que normalmente as consultorias têm e perfil comercial.”

 

Amanhã é o Dia do Trabalho, e para isso nós do VBM conversamos com a Fabiana Goes formada em fonoaudiologia mas que atua como Headhunter faz anos. Essa profissão cresceu muito no mercado de trabalho e ela conta para gente um pouco sobre essa área.

 

VBM – O que faz um headhunter? Por que você decidiu ir para essa área? 

“Um headhunter é um profissional especializado em Recrutamento e Seleção. Normalmente, os headhunters são especializados por nível hierárquico, setor econômico e/ou função (para as empresas que focam em posições não tão seniores). Eu, por exemplo, atuo com posições Gerenciais para cima, para os setores de Indústria de base, Agronegócio e Educação.

Eu não decidi vir para essa área. Sou Fonoaudióloga de formação e entrei nessa área sem querer, gostei muito e estou na profissão há 18 anos. Fui fazer um processo seletivo numa consultoria, e me convidaram para atuar na própria consultoria. Isso me aconteceu 2 vezes.”

 

VBM – Por que as empresas contratam esse serviço? Ela faz todos os tipos de cargos?

“As empresas contratam esse serviço essencialmente por 2 motivos: ou porque os recrutadores do cliente não têm a expertise que os headhunters têm, ou porque a posição é confidencial e eles precisam de um terceiro conduzindo.

Conforme mencionei acima, as consultorias de hunting fazem todos os níveis de posição. Mas não a mesma consultoria. Elas são segmentadas por especialidades. Então, temos as agências de emprego que fazem as posições mais operacionais, temos as consultorias focadas em estagiários e trainees, temos as consultorias com foco no “middle” (posições de analistas até gerentes, normalmente), as consultorias de “middle-up” (que fazem as posições de gerente para cima) e as consultorias de C-Level (que fazem só as posições de Diretoria para cima).”

 

VBM – Qual a maior dificuldade de trabalhar nessa área?

“Eu acho que as maiores dificuldades de se trabalhar nessa área são o ritmo puxado que normalmente as consultorias têm e perfil comercial. Se você trabalha numa empresa Brasileira principalmente, além de conduzir os processos seletivos, você também será cobrado por vendas (se tiver a ambição de crescer bastante).”

 

VBM – Qual formação para exercer essa profissão?

“Qualquer formação. Não há uma formação específica para se tornar um headhunter. É claro que fazer psicologia ou engenharias, administração, economia, te dão uma visão Organizacional e de Negócios maior. O que ajuda. Mas não é mandatório para se tornar um headhunter. O profissional é ensinado on the job. Via de regra, as consultorias formam esses profissionais internamente.”

 

VBM – Qual a melhor recompensa do seu trabalho?

“Para mim são muitas. É um ambiente de muito aprendizado, tanto de mercado, quanto de desenvolvimento pessoal, por se trabalhar com profissionais muito qualificados. Há uma recompensa financeira também. Via de regra, muito boa. Além da satisfação de melhorar a vida das pessoas – para empregos melhores.”

 

VBM – Qual a dica que você daria para quem quer se tornar um headhunter?

“Eu acho que a dica funciona para qualquer área: estude sobre o mercado, sobre a empresa, vá firme no seu propósito de se tornar headhunter (a ponto de convencer a pessoa que está te entrevistando de que aquilo é o que você quer para a sua vida, e não temporariamente) e com um bom balando de “soft skills” – vá para entrevista arrumado, prepare-se, tenha uma boa comunicação (clara, objetiva, assertiva), seja educado, mostre o que quer, mostre que gosta de pessoas. E se ainda entender de negócios ou tiver perfil comercial, será o candidato perfeito! “

 

COMPARTILHAR:

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PUBLICIDADE
SIGA O VIVER BEM MELHOR!
s