;
[
]

PRATICANDO POLE DANCE

MAIO 10, 2018

POR FABIANA SECCHIS

VIVA BEM - DESTAQUE - ESPORTE

Eu conheci a Olívia em meados de 1999, e ela sempre foi uma pessoa de muito bom humor, um carisma absurdo e já nos demos bem de cara e nos tornamos grandes amigas. Ela mora em São José do Rio Preto tem 35 anos, é Analista Financeira, sempre gostou de muitas aventuras em sua vida, sendo assim o convencional não faz parte da sua rotina. Por isso o seu esporte para manter a forma e a beleza não poderia ser nada muito simples e comum. Hoje ela conta para o VBM sobre o pole dance. Como decidiu fazer, o que mudou no seu corpo e na sua mente, se é muito difícil e as dicas para quem quer fazer. Está imperdível!

 

VBM: Como você decidiu entrar no pole dance ? 

“Já era um desejo antigo e sempre segui instagram de pessoas que praticavam , até que passei em frente de um estúdio e entrei para assistir uma aula. Saí de lá muito empolgada com a certeza de que seria meu esporte , isso faz  3 anos e desde então não parei de praticar.“

 VBM: O pole dance mudou algo no seu corpo?

“Simmmm , mudou muito. Pernas torneadas, barriga seca, bumbum durinho e costas extremamente definida (amo).”

 VBM: Quantas x na semana você faz?

“Pratico  uma vez por semana embora gostaria de praticar duas vezes, mas falta tempo até porque as aulas duram uma hora e meia.”

 VBM: É muito difícil fazer?

“É um treino intenso , mas super possível. Quando entrei tive a impressão de que não iria conseguir , com o passar do primeiro mês adquiri força e habilidade (essa desenvolvida pela professora junto a mim), que torna o pole dance muito mais fácil e divertido.”

VBM: Depois de quanto tempo fazendo você já estava subindo até lá em cima e fazendo acrobacias?

“No estúdio onde faço a professora segue três níveis: básico, intermediário e avançado. A principio você sente que poderia fazer mais coisas , mas a  professora não deixa até que os movimentos do básico estejam muito bem feitos e “limpos”.

Entendi que esse período do básico te prepara melhor para os outros níveis e traz segurança para futuramente fazer acrobacias. Após oito meses , estava invertendo e fazendo acrobacias , o que pra mim foi uma surpresa incrível.”

VBM: Qual a dica que você daria para as mulheres para elas fazerem pole dance ?

Façam independente de forma física, idade, peso. É uma atividade maravilhosa, que faz com que nós mulheres nos sentimos especiais e poderosas.”

 VBM: O que mudou para você além do físico ?

“Sensualidade, auto estima, poder de sedução, nas aulas não treinamos coreografias e sim exercícios isolados de força , mas naturalmente a sensualidade vem junto, a postura melhora. Super recomendo.” 

 

COMPARTILHAR:

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PUBLICIDADE
SIGA O VIVER BEM MELHOR!
s