;
[
]

PROFISSÃO VETERINÁRIA

JUL 24, 2018

POR FABIANA SECCHIS

VIVA BEM - CARREIRAS - DESTAQUE

Acredito que eu não escolhi a medicina veterinária, ela quem me escolheu, é uma vocação que vem de dentro, que nasce com você.

Hoje a Nayla Glaser nossa veterinária aqui do VBM, contou para gente sobre como foi a escolha da profissão. A Nayla será nossa colunista aqui do site trazendo conteúdos muito bacanas sobre o mundo animal.

“Quando somos crianças, desejamos ser de tudo um pouco. Alguns pensam em se tornar astronauta, ou dentista, professor, médico, cantor, ator,  veterinário, e outras milhões de profissões. Eu também era assim, a diferença foi que sempre tive vontade de ser Médica veterinária,  imagina cuidar e curar todos os animais do mundo ????!!!!! Que coisa mais linda!!!

E foi assim minha infância inteira. Eu corria atrás de todos os animais que eu vi, não importava o tamanho ou a espécie, eu queria todos.

 Sim, levei algumas mordidas e arranhões por chegar de surpresa para abraça-los, mas quando se é criança até essas coisas são divertidas.

Tive contato com eles a minha vida toda, isso me fez percebeu que eu amava esse contato, e tornou-se em um amor imensurável,  gostava de saber como eram cuidados, se tinham comida e água, se tinham brinquedo para brincar, se eram tratados com amor e respeito.

Conforme foi chegando a fase de prestar o vestibular, as pessoas me perguntavam se eu já tinha escolhido a minha futura profissão, e claro, eu já tinha a certeza do que seria, para mim não existia outra profissão, eu seria uma Médica veterinária!

Com a ajuda dos meus pais pude enfim entrar em uma boa faculdade. Mas claro que não foi fácil, o curso de medicina veterinária te exige muita dedicação, muito estudo, atenção e  várias noites sem dormir, é uma profissão na qual você terá que entender e saber sobre muitas espécies. Estudamos todos os animais, temos que saber as particularidades de cada um, desde os menores até os maiores. São 5 anos de muito, mas muito estudo, além dos estágios e residências.  No final percebemos que tudo valeu a pena.

E até hoje essa paixão enorme pelo os animais cresce, ainda tenho vontade de abraçar quando vejo um cãozinho filhote passeando, ou um gatinho miando pela rua. E não fico na vontade não, se vejo um gatinho ou cãozinho abandonado já levo para casa, hoje somos em 5 gatos e um Pitbull, todos resgatados de rua.

Hoje realizo todos os dias o meu maior sonho, que é de poder cuidar e salvar essas vidas que precisam tanto dos nossos cuidados. Hoje trabalho com a minha primeira paixão, OS ANIMAIS!

Acredito que eu não escolhi a medicina veterinária, ela quem me escolheu, é uma vocação que vem de dentro, que nasce com você.

Um amor por seres que só tem o amor para oferecer.”

COMPARTILHAR:

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PUBLICIDADE
SIGA O VIVER BEM MELHOR!
s