;
[
]

SELO DE CONTROLE

OUT 01, 2018

POR FABIANA SECCHIS

VIVA BEM - DESTAQUE - HISTÓRIAS

“É preciso estar atento aos movimentos e as mudanças constantes do mercado.”

Hoje o VBM conversou com a Jéssica Balbino, da empresa Selo de Controle. Com mais de 30 anos de existência, a empresa foi fundada pelos seus pais. Ela nos contou um pouco da trajetória da marca, quais foram as dificuldades e nos deu uma dica bacana para quem quer trabalhar com moda.

VBM – O que é a Selo? Ou quem é a Selo?

“A selo é uma marca de calçados femininos, brasileira e com produção manufaturada. É a representação da mulher forte, com opiniões e valores muito bem definidos, estilo próprio e a certeza de que a escolha não foi pré-estabelecida, foi desejada.”

 

VBM – Como começou a empresa, quantos anos ela está no mercado?

“Estamos no mercado há mais de 30 anos. A Sandra Melo, estilista, e seu marido Nathan Balbino, começaram fazendo bolsas, carteiras e suspensórios para algumas marcas. Mas entramos para o mercado de calçados quando um parceiro da Selo pediu que produzíssemos uma bota com perfil londrino (estilo Chelsea). Nunca tínhamos feito sapato, mas os sócios toparam o desafio. Foi aí que se apaixonaram por calçados! Desde então nunca mais paramos. Foram alguns anos fazendo parceria com marcas consagradas brasileiras até criarmos nosso DNA.”

 

VBM – Da onde vem a inspiração para desenhar os sapatos e bolsas?

“A inspiração vem de todos os lugares. Pode vir da mistura de cores, pode vir dos detalhes, da necessidade, da admiração por algo ou por alguém, do belo e do feio (aquilo que é belo pra mim pode não ser pra você), de tudo que é percebido e tocado. Não criamos uma linha específica de produtos pois somos uma mistura de tudo e de todos, desde algo minimalista até o excesso. Criação é liberdade e a Selo apoia essa causa.”

 

VBM – Qual a maior dificuldade para manter uma empresa consolidada?

“O pé no chão. O cuidado e atenção. O receio e a coragem. É preciso estar atento aos movimentos e as mudanças constantes do mercado. Não podemos ficar para trás, mas também não podemos perder a essência. Tudo é uma questão de equilíbrio. É importante correr o risco para fazer a empresa crescer, mas esse risco precisa ser bem medido e ser feito no momento certo. Com bons parceiros e uma boa construção do que você quer no futuro existe uma grande chance de dar certo. Foi assim que fizemos e até hoje fazemos na Selo.”

 

VBM – Qual a dica para quem quer trabalhar com moda?

“É uma pergunta difícil, pois a moda pode ser ingrata ou injusta com quem tem muito potencial. Mas nossa dica é bem parecida com a dica que demos na pergunta acima. Tenha os pés no chão, cuidado e coragem. Saiba muito bem o que pretende construir, respeite o próximo, não copie, seja original.”

 

 

Instagram: @oficialselo

 

COMPARTILHAR:

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PUBLICIDADE
SIGA O VIVER BEM MELHOR!
s